terça-feira , 21 novembro 2017
Home / MUNDO / Younes Abouyaaqoub, autor dos atropelos em Barcelona, é morto por ‘Mossos d’Escuadra’
Younes Abouyaaqoub está foragidoEFE/J. J. Guillén

Younes Abouyaaqoub, autor dos atropelos em Barcelona, é morto por ‘Mossos d’Escuadra’

O suposto terrorista foragido, autor do ataque terrorista de Barcelona, Younes Abouyaaqoub, foi morto segunda-feira (21) pelos ‘Mossos d’Escuadra’ – Polícia catalã , no Altos del Subirats em Barcelona, como confirmado por fontes da investigação à TVE.

Abouyaaqoub usava um feroz cinto de explosivos no momento em que foi abordado por agentes e gritou ‘Allahu Akbar’ (Allah é ótimo) antes de morrer, como essas mesmas fontes confirmaram.

A colaboração cidadã facilitou encontrar a pessoa mais procurada por forças e órgãos de segurança do Estado. Um vizinho da área reconheceu o suspeito e imediatamente chamou os Mossos. Younes AbouyaaqoubEle também é apontado como responsável pela morte de uma pessoa que teve o corpo encontrado em um carro que furou um controle policial pouco após o ataque. As informações são da EFE.

As autoridades divulgaram a fotografia do foragido e pediram a colaboração dos cidadãos a fim de localizar o autor do ataque terrorista que deixou 13 mortos e mais de 100 feridos, informou hoje o Governo regional da Catalunha, em coletiva de imprensa.

A Polícia catalã não descarta que o terrorista tenha cruzado “alguma fronteira” em direção a outros países, ainda que, por enquanto, não exista “nenhuma evidência” sobre isto.

Reconstrução

Graças a imagens de câmeras de segurança e declarações de testemunhas, os agentes conseguiram reconstruir os passos de Abouyaaquob nos instantes posteriores ao atropelamento em massa em Barcelona.

Além do atropelamento em massa em La Rambla, Abouyaaquob também é tido como responsável pela morte do jovem que foi achado esfaqueado no interior de um veículo em Barcelona pouco após o atentado, e que seria a 14a vítima do ataque, além da mulher que morreu no atentado de Cambrils (Tarrragona) horas depois, o que eleva a 15 o número de mortos, segundo Joaquim Forn, o responsável de Interior do governo catalão.

Por outro lado, a polícia conta com “indícios bastante relevantes e sólidos” de que o ímã (guia espiritual muçulmano) Abdelbaki Satty, da localidade de Ripoll, e suposto cérebro dos atentados da Catalunha, é um das pessoas que morreu na quarta-feira (16) na explosão acidental em uma casa na qual os terroristas preparavam o ataque, segundo Trapeiro.

As autoridades estão à espera da análise de DNA dos restos humanos achados no imóvel localizado em Alcanar (Tarragona) para confirmar o dado de forma definitiva. Além disso, segundo a polícia, as informações com as quais contam os investigadores apontam que o ímã Satty teve um papel fundamental na hora de radicalizar os 11 outros membros da célula, todos eles muito mais jovens que ele.

Este clérigo esteve preso entre 2010 e 2014 em Castellón, província vizinha a Tarragona, por uma condenação por tráfico de drogas, segundo o responsável de Justiça do Governo catalão, Carles Mundó, ainda que a polícia desta região insista que não tenha “nenhum conhecimento” do envolvimento desse ímã com o terrorismo internacional.

Comentários com Facebook

comentários

Veja Também

Salvador recebe etapas do Campeonato Brasileiro de Maratonas Aquáticas

Eventos esportivos prometem agitar este fim de semana na capital e no interior. Em Salvador ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *