sexta-feira , 22 setembro 2017
Home / RMS / ‘Yet Go’ chega em Salvador para concorrer com o Uber
Divulgação

‘Yet Go’ chega em Salvador para concorrer com o Uber

Similar ao Uber, o aplicativo chega ao mercado baiano, prometendo benefícios em relação ao concorrente e aos serviços comuns de táxis, como preços até 40% menores.

De acordo com a coluna “Tendências & Mecado”, de Geraldo Bastos, veiculada no jornal A TARDE, o aplicativo de mobilidade urbana ‘Yet Go’ entra em operação hoje em Salvador.

Similar ao Uber, o aplicativo chega ao mercado , prometendo benefícios em relação ao concorrente e aos serviços comuns de táxis, como preços até 40% menores.O preço por quilômetro rodado é fixo, não cobra tarifa dinâmica e nem taxa de cancelamento por desistência da corrida. Outra curiosidade é a promoção “Yet Go 10”. Uma vez por mês, qualquer corrida sai por apenas R$ 10.

Além de veículos comuns e de luxo, o aplicativo estará disponível para mototáxi e táxis. Na cidade, a ferramenta já conta com mais de 300 motoristas aprovados. Com a informação e redação da Tribuna da Bahia.

Concorrente 100% nacional da Uber está em todas as capitais

Com quase 2 meses de operação, o aplicativo de mobilidade urbana 100% nacional Yet Go já está disponível em todas as capitais brasileiras. Criado para concorrer diretamente com a Uber e com os táxis tradicionais, ele oferece valores mais baratos na corrida com serviços de carro comum, executivo, mototáxi e motofrete.

Atualmente, são mais de 18 mil usuários cadastrados em todo o Brasil. A tarifa cobrada por cada quilômetro percorrido é de R$ 1,70 para o carro comum e R$ 2 para o carro de luxo. A tarifa base é de R$3. Comparando com a bandeira 1 do táxi comum, ao utilizar o serviço pelo aplicativo, os usuários têm uma economia de até 40%. Com relação ao táxi de aeroporto, o aplicativo fica entre 50% e até 70% mais barato, dependendo da cidade.

Para atrair a clientela, o Yet Go oferece uma série de promoções, não trabalha com tarifa dinâmica, não cobra tarifa de cancelamento da corrida e mantém fixo o preço do quilômetro rodado.

“O nosso valor é fixo e 40% menor que o do taxi tradicional. Os usuários podem pagar tanto em cartão, quanto em dinheiro e não é necessário informar o número do cartão para se cadastrar no aplicativo. Mensalmente, fazemos o Yet10, corridas a R$ 10 para qualquer lugar dentro do município. A promoção já acontece em outras cidades do Brasil e é um sucesso”, conta Alberto de Souza Júnior, sócio-fundador e diretor de operações da plataforma.

Além dos usuários, os motoristas também têm benefícios. “Eles estão isentos de 100% da taxa de pagamento, no 1º mês, para a empresa. Além disso, possuem convênios com postos de gasolina das cidades, onde o preço do combustível será R$ 0,20 menor do que o normal. Se for bem avaliado pelos usuários, terão redução na taxa de 25% que será cobrada pela empresa a partir do segundo mês de operação”, continua.

A plataforma possui uma parceria com a Fenamoto (Federação Nacional dos Mototaxistas e Motoboys do Brasil), a qual indica a todos os seus associados à plataforma. Estima-se que exista 5 milhões de associados e que cada profissional realize uma média de 20 corridas diariamente. Isso dá uma margem de 100 milhões de corridas por dia no Brasil.

O aplicativo teve 3 holdings de investidores: TWIM (Belém) Investimento, Grupo JBG3 (Rio Grande do Sul) e Fênix (Belo Horizonte). Eles pretendem abrir o capital da empresa até o final do primeiro semestre de 2017. Atualmente, o Yet Go está avaliado em mais de R$ 100 milhões.

“Recebemos um aporte financeiro de 5 milhões de reais, fazendo com que a empresa cresça mais rápido do que o esperado”, afirma. A estimativa é que no início de fevereiro consiga faturar R$ 7 milhões por dia.

Artigo publicado originalmente em StartSe

Comentários com Facebook

comentários

Veja Também

STF nega pedido de afastamento de moro dos casos contra Lula

O ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou hoje (21) pedido da ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *