quinta-feira , 14 dezembro 2017
Home / RMS / Lauro de Freitas / [Vídeo] Parque Ecológico Vilas do Atlântico recebe análise de acessibilidade dos Direitos Humanos
Foto: Sheila Neves

[Vídeo] Parque Ecológico Vilas do Atlântico recebe análise de acessibilidade dos Direitos Humanos

O mundo está longe de ser perfeito, para quem tem necessidades especiais para locomoção. E foi com a missão de analisar a acessibilidade do Parque Ecológico Vilas do Atlântico, em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador (RMS), na manhã de quarta-feira (3), que Tony Barreto – vice-presidente da Acesse,  às ordens dos Direitos Humanos, sob a secretaria do delegado Robson Carlos Muniz, fez uma avaliação do espaço, que tem como meta reinaugurar no dia 5 de junho, Dia Internacional do Meio Ambiente, na responsabilidade da Secretaria do Meio Ambiente de Lauro de Freitas, Alexandre Marques.

A iniciativa do secretário mostra o quanto está atualizado no conceito de espaço público acessível, conforme determina a Lei e orienta a ONU. Com atenção prestada por Maurício Fontes e Manuel Resende – administrador e mantenedor do parque  respectivamente, nos deparamos com atenções básicas para a adequação por acessibilidade como aponta as recomendações  abaixo:

– Vagas para carros de PcDs e Idosos identificadas; garantindo o direito de acesso diferenciado e punição ao descumprimento da Lei que exige o cartão de identificação à mostra no painel do carro.

– Piso tátil em todo o percurso de acesso ao público;

– Rampa de acesso à sede do parque;

– Tinta ou adesivo antiderrapante em todo o percurso de acesso ao público;

– Criação de duas novas vias para cadeira de rodas; acesso ao ‘oratório’ e acesso ao ‘refeitório’;

– Instalação de um banheiro para PcDs no ‘refeitório’;

– Reparação das imperfeições das trilhas;

– Sinalização por placas com descrições em Braille, incluindo as descrições das matas e dos atrativos;

– Criação de área para cadeirantes, frente ao palco;

As normas técnicas de utilização dos pisos táteis e de acesso à cadeiras de rodas fica por conta da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Os atrativos para os PcDs, podem ser inspirados por projetos inclusivos do Parque das Dunas (Unidunas).

A equipe dos Direitos Humanos contou com a presença do agente Antonio Peregrino – biólogo, que pretende apresentar um relatório após análise jurídica da legislação em vigor do Parque Ecológico de Vilas do Atlântico.

 

Comentários com Facebook

comentários

Sobre Ipitanga

Ipitanga, rio vermelho para os índios. RMS Notícias by Lauro de Freitas. Curta!

Veja Também

Qualifica Bahia certifica 680 trabalhadores de Salvador e Dias D’Ávila

Uma concorrida solenidade, nesta terça-feira (12), marcou a certificação de 680 trabalhadores e trabalhadoras de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *