sábado , 24 Fevereiro 2018
Home / Notícias / Audiência Pública. Drogas quem são os verdadeiros criminosos? Uma discussão sobre a atual política de drogas
Audiência Pública. Drogas quem são os verdadeiros criminosos? Uma discussão sobre a atual política de drogas
Audiência Pública. Drogas quem são os verdadeiros criminosos? Uma discussão sobre a atual política de drogas

Audiência Pública. Drogas quem são os verdadeiros criminosos? Uma discussão sobre a atual política de drogas

Audiência Pública. Drogas quem são os verdadeiros criminosos? Uma discussão sobre a atual política de drogas
Audiência Pública. Drogas quem são os verdadeiros criminosos? Uma discussão sobre a atual política de drogas

A Assembléia Legislativa de Salvador, sala Herculano Menezes, na terça (19) terá a audiência pública sobre as drogas. O evento, divulgado nas redes sociais, é uma oportunidade única para esclarecer sobre o universo das drogas no Brasil e se posicionar de forma esclarecida sem o tendenciosismo implantado nas mídias por interesses diversos.

O convite para o evento no Facebook, vem com o Conto da Carochinha Sobre as Drogas que reproduzimos abaixo:

Se você acredita no conto da carochinha e pensa que os verdadeiros e maiores culpados pelo inferno imposto ao povo brasileiro pelo crack, cocaína e maconha são os traficantes das favelas e subúrbios das cidades, está enganado/a. Essas “gangues” são apenas vendedoras varejistas, “funcionárias” de um patrão atacadista, e estão no degrau menos poderoso e rico de um gigantesco “businesscapitalista” nacional e internacional. Abaixo deles estão jovens, negros, pobres e sem perspectivas que são levados pelo tráfico já na infância.

Os donos, diretores e administradores dessa cadeia produtiva integrada à economia do capitalista, embora se escondam em luxuosos edifícios e debaixo de seus caros ternos de executivos, podem ser plenamente identificados. São membros das classes dominantes. Financistas, empresários da alta burguesia e latifundiários.

No Brasil, “respeitáveis” fazendeiros e banqueiros são os mais citados e já apareceram em denúncias.
Na Colômbia e Peru, além do latifúndio e de bancos, também são apontados como “sócios” as Forças Armadas e políticos de vários calibres, inclusive presidentes da República.

Porém, o comando do negócio é do USA. Foram seus governantes e suas classes ricas quem, a partir dos anos 1970/1980, implantaram e massificaram esse horrendo negócio, através principalmente da CIA (agência de espionagem/ inteligência), da DEA (agência de “combate” às drogas), do FBI (polícia federal) e do Pentágono (Forças Armadas).
Extrema ironia: no resumo da novela, a denunciante Globo e os denunciados traficantes possuem o mesmíssimo patrão.

Será mesmo que o culpado é o jovem negro favelizado que impunha a arma e defende a chamada “boca”? Nós temos opinião: esses são meras marionetes na mão do grande criminosos que janta nos melhores restaurantes do país.
Pense nisso!

Quer saber mais? veja aqui : http://migre.me/pQebi

Comentários com Facebook

comentários

Sobre Ipitanga

Ipitanga, rio vermelho para os índios. RMS Notícias by Lauro de Freitas. Curta!

Veja Também

Operação da PRF prende líder do tráfico do Subúrbio com pistola e moto roubada na BR 324

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou entre a noite de ontem (09) e manhã de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *